Lugdunum, Lyon e seus vinhos

Lugdunum, vilarejo celta (a partir dos anos 800 antes de JC) que se 
transformou em capital das três Gálias! E cidade onde se come bem e se 
bebe bem em 2021!

Jà lhes falei do passado romano de minha querida Lyon hà mais de dois mil 
anos, Lugdunum, capitale des Gaules, bora là! Lyon, foi provavelmente 
fundada por Lucius Munatus Plancus, um legado romano de César, no 9 de 
outubro de 43 antes de JC, na colina de Fourvière (cujo nome vem em 
latim de Velho Forum). A cidade onde jà se instalaram, bem antes, 
Celtas, 800 anos de JC e que jà faziam comércio e comemoravam Mars e 
Mercure, se chamava Lugdunum, que quer dizer corvos voando acima da 
colina na linguagem celta e vem também do maior deus deles : Lug.

gaule lugdunum lyon vue vers condate jc golvin 1024x729 - Lugdunum, Lyon e seus vinhos
Lyon Romana e a colina. Imagem de JC.GOUVIN

Com certeza a presença dos dois rios em Lyon, le Rhône e la Saône, foi um 
dos motivos da escolha de Lyon como capital das 3 Gaules, os rios 
permitiam fazer comércio e neste caso com o sul da Europa, o oeste, e o 
norte ; Roma não era tão longe! Nova colônia romana, isto queria dizer 
instalação imediata de exército romano e efetivamente os arqueólogos 
encontraram muitos objetos militares nas ruinas de Lugdunum!

gaule lugdunum lyon jc golvin - Lugdunum, Lyon e seus vinhos
A Confluência dos dois rios que banham Lyon : Rhône e Saône. Imagem de JC.GOUVIN

Lugdunum tinha várias funções administrativas, políticas, econômicas e religiosas e também era uma cidade de artistas e a arte de Lugdunum era conhecida em todo o império romano.

Por causa de sua situação geográfica Lugdunum se estende na parte entre os dois rios e na parte baixa da colina da Croix Rousse. Vão ser construídos forum, teatros, odéon, o templo de Cybèle, ateliês monetários, um quartel, termos e 4 aquedutos permitindo 
de alimentar a cidade em águas-régias. Augusto decide organizar em 
Lugdunum o culto imperial, o que dà ao legado da cidade um poder 
superior ao das outras províncias romanas.
Em Lugdunum a religião está presente em todos os momentos da vida 
publica e privada.

As inscrições e as sepulturas encontradas pelos 
arqueólogos mostram a coexistência de 3 grupos : deuses gauleses com 
nomes celtas ou assimilados a deuses romanos, deusas ou deuses 
greco-romanos cujos nomes estão acompanhados por qualificativos e deuses estrangeiros importados em Roma do Egito ou do Irã ou de Asia Menor.

Les Terrasses de Lyon - Lugdunum, Lyon e seus vinhos
Vista da Catedral de Lyon – do Hotel Villa Fiorentine (foto do mesmo)

Mas com a queda do império romano o cristianismo se instala desde o século II depois de JC.  Vão erguer muitas igrejas e as sepulturas dos 
martirios vão ser destacadas: No ano 177 martírios lyoneses foram 
executados, Santa Blandine, e São Pothin são os mais famosos na cidade, 
com igrejas no nome deles. O poder católico se instalou com sofrimento e 
sangue até o imperador Constantin se convertir ao cristianismo (Edit de 
Milan em 313). Ele permite a construção de lugares de culto.

No século IV constroem em Lyon a segunda igreja católica da cristandade occidental, a primeira é em Roma e a Igreja católica vai reinar, muito poderosa, na cidade até o fim do século XIII. E se o estilo de vida romano continua até o século VII, a Igreja católica darà à cidade uma grande importância política e religiosa mas ela vai desenvolvê-la menos e depois de muitas invasões (entre as quais os Burgondes) que participaram das causas da queda do Império Romano, o centro da nova cidade vai ser instalado em baixo da colina de Fourvière, perto do rio Saône e as ruinas romanas vão 
desaparecer debaixo de natureza, de terra e pedras e vão se tornar uma 
pedreira que vai servir a construir a cidade da Idade Média. As ruinas 
vão ser descobertas so em 1926.


Nossos bons vinhos são um presente dos Romanos e fazendo pesquisas sobre os Romanos de Lyon eu me dei conta que eles jà comiam nossa famosa quenelle, prato adorado pelos habitantes de Lyon!
A família Bonhomme hoje fabrica a melhor quenelle de Lyon no seu laboratório de Vaise, justamente onde sabemos que os Celtas instalaram as primeiras habitações de Lyon! E acompanha com quê? Nosso vinho mais bebido na cidade é o Beaujolais, no dia a dia.

Beaujolais 1 - Lugdunum, Lyon e seus vinhos
99% dos vinhos de Beaujolais são produzidos a partir da uva Gamay


E estamos do ladinho do Vale do Rhône e do Mâconnais (que acompanha tão bem as ostras que comemos todos os fins de semana entre as 11 e as 13H30 nas feiras famosas do Quai Saint Antoine ou da Croix Rousse), mas o Bourgogne e seus grands crus estão só a duas horas de Lyon!

1024px Lyon   Lugdunum   Théatre Romain - Lugdunum, Lyon e seus vinhos


Muitas vezes bebendo um desses vinhos penso nos 
Romanos (e os Gregos em Massalia, hoje Marseille, onde chega nosso 
Rhône) que nos trouxeram as vinhas!
Eu lhe aconselho quand vier a Lyon visitar o maravilhoso museo 
gallo-romano, Lugdunum, na colina do lado do teatro romano. Se puder vir 
no verão você terá o prazer de ver neste teatro que tem mais de 2000 
anos vários espetáculos de música, de teatro, de dança … Momentos 
mágicos!

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: